sábado, 19 de maio de 2007

Depoimento de Patricia Vaitsman dos Santos

Em 1985, fiquei tetraplégica, e contrariando e enfrentando todas as adversidades da vida, voltei a estudar. Primeiro tive de concluir o 1º grau, depois o 2º, e para a minha surpresa, quando espantei, me graduei em direito.
Nesse meio tempo, fiz fisioterapia, e recuperei alguns movimentos dos membros superiores. Entrei para a natação, e comecei a participar de campeonatos, o que me ajudou muito, pois através do esporte adaptado, comecei a confiar mais em mim, e conheci outras pessoas, com e sem deficiência.
Ganhei várias medalhas, e em 1998 fui convocada para integrar a seleção brasileira de natação paradesportiva, foi uma honra para mim, mas devido a cortes no patrocínio, somente seis, dos vinte convocados puderam participar.
A minha condição como deficiente, me fez enxergar a vida com outros olhos. Nesses 18 anos que estou com essa limitação, conheci muitas coisas, e descobri que diversos assuntos não são abordados ou mesmo comentados por médicos, deixando nós, assim como os familiares dos deficientes, sem saber como conviver com a nossa nova realidade. Visando tal situação, resolvi escrever, e lançar na Bienal de 2001, o livro O COTIDIANO DE D+EFICIENTE - Perguntas e Respostas - Editora Interciência. Nele eu abordo vários temas, tais como: esporte adaptado; direitos do deficiente; sexualidade e etc. É um livro de perguntas e respostas.
Também possuo um site na internet, onde esclareço várias dúvidas, para qualquer pessoa, sobre o cotidiano do deficiente. O endereço é <http://www.pvsdeficiente.hpg.com.br>.
Tenho o objetivo de informar as pessoas, que o deficiente é uma pessoa igual as outras, com desejos, sonhos, e muita vontade de viver e crescer. A sua limitação é apenas física, não o impedindo de ser um cidadão digno, que merece o respeito de todos. O deficiente não quer piedade, mas sim igualdade.
<http://www.pvsdeficiente.hpg.ig.com.br/depoimentopatty.html>

2 comentários:

ELIANA disse...

VC É UMA LIÇÃO DE VIDA...PARABÉNS!!!QUE DEUS AJUDE QUE O MEU MARIDO QUE ACABOU DE FICAR TETRAPLÉGICO TENHA FORÇAS COMO VC TEM!!!ABRAÇOS

nana disse...
Este comentário foi removido pelo autor.